Boca de cantar, canto de gritar: Violência, racialização e juventude

Ari Madeira Costa

Resumo


Pretende-se mostrar no presente ensaio algumas faces do apagamento moral e do extermínio de jovens negros na cidade de Rondonópolis/MT. Com efeito, existe urgência em se assegurar aos jovens brasileiros uma existência digna, bem como maneiras de inserção na economia do Estado. Entretanto, em que pese a prioridade absoluta assegurada pela Constituição e pelas leis em favor dos direitos da juventude, as políticas públicas não tem sido eficazes em tal mister, notadamente, quando está em jogo a incolumidade física e moral daqueles que mais têm pressa em ver extirpadas da sociedade as práticas de extermínio do diferente.


Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990. Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 16 jul. 1990.

DA SILVA, T. T. (org.) Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. dos estudos culturais. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 2000, 133 págs. 2000, 133 p.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir: nascimento da prisão; tradução de Raquel Ramalhete. Petrópolis: Vozes, 1987, 288p.

NIETZSCHE, Friedrich Wilhelm. Escritos sobre direito. Tradução, apresentação e notas: Noéli Correia de Melo Sobrinho – Rio de Janeiro : PUC-Rio : São Paulo : Ed. Loyola, 2009.

TELLA, Marco Aurélio. Estigmas e desqualificação social dos negros em São Paulo e Lisboa. Ponto-e-vírgula, 3: 152-169, 2008.

TRINDADE, Judite Maria Barboza. Metamorfose: de criança para menor. 1998, 257 F. Dissertação (Tese de Doutorado) – Departamento de História da Universidade Federal do Paraná – Curitiba.

WAISELFISZ, Julio Jacobo. Mapa da violência 2013: homicídios e juventude no Brasil. Rio de Janeiro: CEBELA, FLACSO, 2013.

WAISELFISZ, Julio Jacobo. Mapa da violência 2016: homicídios por armas de fogo no Brasil. Rio de Janeiro: CEBELA, FLACSO, 2015.

ŽIŽEK, Slavoj. Violência: seis reflexões laterais. Tradução de Miguel Serras Pereira. São. Paulo: Boitempo, 2014. 195 p.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.