ANÁLISE DA FRAGILIDADE AMBIENTAL DA BACIA HIDROGRÁFICA DO CÓRREGO GUANANDY, AQUIDAUANA – MS

Adriana de Barros, Vitor Matheus Bacani, Tatiane Aparecida Borges

Resumo


A importância da avaliação da fragilidade dos ambientes naturais se deve, principalmente, na aplicação de decisões voltadas ao planejamento ambiental. O presente trabalho teve como objetivo avaliar os diferentes graus de fragilidade ambiental da bacia do Córrego Guanandy, no município de Aquidauana-MS, com uso de geotecnologias. Para este trabalho, foram utilizados os mapas clinográfico, de solos, intensidade pluviométrica e áreas de importância biológica, que resultou a princípio, no mapa de fragilidade potencial. Na sequência, para o mapa de fragilidade ambiental, foram combinados os mapas de fragilidade potencial e uso da terra e cobertura vegetal. Esse mapeamento permitiu identificar as áreas mais ou menos vulneráveis e suscetíveis aos processos erosivos. Os resultados indicaram que a bacia do córrego Guanandy apresenta predominantemente um grau médio de fragilidade ambiental, mas também apontou áreas com alta fragilidade. Em bacias que apresentam predominantemente grau baixo e médio de fragilidade, sugere-se que sejam realizadas medidas de preservação e recuperação das áreas degradadas para que esse grau de fragilidade não se eleve. Já em áreas de forte fragilidade ambiental, recomenda-se que sejam utilizadas com altíssimas limitações.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.