AUTISMO E EDUCAÇÃO FÍSICA: EXPERIÊNCIAS NO PROJETO DE UMA INSTITUIÇÃO ESPECIALIZADA

Josiane Fujisawa Filus FREITAS, Patricia GONZALES, Annye Picoli SOUZA

Resumo


O objetivo principal deste estudo foi analisar o desenvolvimento de crianças autistas nas aulas de Educação Física do projeto da associação dos Pais e Amigos dos Autistas da Grande Dourados (AAGD). Trata-se de uma pesquisa do tipo documental por meio de análise de relatórios do primeiro e segundo semestre do ano de 2016, considerando os seguintes aspectos: Interação social; Coordenação motora; Autonomia; e o aspecto de Comando de voz. Participaram 26 crianças e adolescentes da referida associação. Foi observada a mudança e melhora de comportamento social e cognitivo dos indivíduos nas aulas de Educação Física, desenvolvendo habilidades como coordenação motora fina e grossa, equilíbrio, lateralidade e noção de espaço, concentração e força. Verificou-se que os aspectos de interação social e coordenação motora foram os que mais apresentaram melhora em seus resultados de um semestre para o outro. Conclui-se que a prática de atividade física melhora a interação social, a comunicação verbal e não verbal e a coordenação motora entre outros aspectos das crianças autistas, de forma lúdica e fora dos consultórios terapêuticos.

Palavras-chave


Autismo; Educação Física; Prática Docente; Educação Especial.

Texto completo:

PDF

Referências


AAGD – Associação de pais e amigos dos autistas da grande Dourados, 2016. Documentos não publicados, arquivos da AAGD

BEZERRA, Tiago Lopes. Educação inclusiva e autismo: a educação física Como possibilidade educacional.Editora Realize. Paraíba – PB, 2012.

BRACHT, Valter. A Prática Pedagógica em Educação Física: A Mudança A Partir da Pesquisa Ação. Rev. Bras. Cienc. Esporte. Campinas, v. 23, n. 2, p. 9-29, jan., 2002.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação.2001

BRASIL. Lei nº 12.764, de 27 de dezembro de 2012. Institui a Política Nacional de Proteção dos Direitos da Pessoa com Transtorno do Espectro do Autismo; e altera o § 3º do art. 98 da Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990. Brasília, 2012. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2012/lei/l12764.htm. Acesso em: 14 Abr. 2016

BRASIL.Política nacional de educação especial na perspectiva da educação inclusiva. Brasília, 2008. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/politicaeducespecial.pdf. Acesso em: 14 Abr.2016

CAETANO, Joyce. BARROS, Daniela. Educação física como meio facilitador do desenvolvimento psicomotor do indivíduo com autismo.Revista de trabalhos acadêmicos, nº. 04 jornada científica - brasil – 2011

DAVID, A. et al. A prática regular de ginástica artística na minimização dos sintomas recorrentes do autismo em crianças: a perspectiva dos professores.Revista CPAQV – Centro de Pesquisas Avançadas em Qualidade de Vida.Vol.8, Nº. 3, 2016.

FALKENBACH, A. P., DIESEL, D. e OLIVEIRA, L. C. O jogo da criança autista nas sessões de psicomotricidade relacional. Rev. Bras. Cienc. Esporte, Campinas-SP, v. 31, n. 2, p. 203-214, janeiro 2010.

FERNANDES, Denize. Relatórios de desenvolvimento nas aulas de ginástica. AAGD, 2016. Documentos não publicados, arquivos da AAGD

MAROCCO, V. e REZER, C. R. Educação Física e Autismo: relações de conhecimento. In: Congresso Sulbrasileiro de Ciências do Esporte, 5, 2010, Santa Catarina. Anais do V Congresso Sulbrasileiro de Ciências do Esporte. Disponível em: http://www.rbceonline.org.br/congressos/index.php/sulbrasileiro/vcsbce/paper/viewFil e/1967/1056. Acesso em: 07 de junho de 2017

SANTOS, José Ivanildo Ferreira dos. Educação Especial: inclusão escolar da criança autista. Editora All Print. São Paulo - SP, 2011.

SEVERINO, Antônio Joaquim. Metodologia do trabalho científico. 23. ed. rev. e atual. São Paulo: Cortez, 2007.

SOUZA, G. FACHADA, R. Atividade física para crianças autistas. Reconstruindo a base sócio familiar.Revista Digital. Buenos Aires, Año 17, Nº 173, Octubre de 2012

TOMÉ, Maycon Cleber.Educação Física como Auxiliar no Desenvolvimento Cognitivo e Corporal de Autistas. Movimento & Percepção, Espírito Santo do Pinhal, SP, v. 8, n. 11, p. 231-248, jul/dez 2007.




Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Outras informações podem ser obtidas exclusivamente pelo e-mail revistagepfip@gmail.com

REVISTA DIÁLOGOS INTERDISCIPLINARES- GEPFIP - ISSN 23595051 (Publicação online)

A/C Profa. Ana Lúcia Gomes da Silva (Editora-chefe)

Universidade Federal de Mato Grosso do Sul/CPAQ

Praça Nossa Senhora da Conceição, 163, Centro - CEP: 79200-000 - Aquidauana/ MS

Telefone: +55 (67) 3241 0312