A formação de professores para um ensino subversivo visando uma aprendizagem significativa crítica: uma proposta por meio de episódios históricos de ciência

Felipe Damasio, Luiz O.Q. Peduzzi

Resumo


Autores têm defendido o uso didático de história e filosofia da ciência. Mesmo sem a abordagem didática explícita destes temas, eles influenciam as práticas docentes, pois esta depende das opiniões acerca do conhecimento científico que professores trazem para a sala de aula. Muitas destas opiniões são problemáticas e disseminadas aos alunos da educação básica. Pesquisas recentes indiquem que uma abordagem explícita de história e filosofia da ciência pode alterar as opiniões problemáticas da prática científica de professores em formação, também indicam que tal mudança não implica necessariamente alteração na prática docente. Apontam, também, a necessidade de uma formação que aborde simultaneamente aspectos de filosofia da ciência com uma instrumentalização de como abordar tais questões na educação básica. O presente artigo procura exatamente fazer uma proposta neste sentido: formar professores alinhados com as visões da filosofia da ciência contemporânea e instrumentaliza-los para abordar tais questões na educação básica.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.