Breve Comunicação Interdisciplinar:
Estado nutricional relativo ao zinco e ao alumínio e a sua correlação com o desenvolvimento cognitivo de crianças e adolescentes com Síndrome de Down na cidade de Campo Grande - MS. PECIBES, 5-12, 2016

Ana Carla Gomes Rosa, Lourdes Zelia Zanoni

Resumo


O estudo avaliou o estado nutricional relativo ao zinco e ao alumínio e sua correlação com o desenvolvimento cognitivo de crianças e adolescentes com Síndrome de Down. Realizou-se a pesquisa no período de abril a julho de 2014 em Campo Grande, MS, Brasil. Participaram 30 indivíduos com a idade entre 06 e 16 anos. Na avaliação do desenvolvimento cognitivo utilizou-se o teste de desenho da figura humana III, proposto por Wechesler (2003). As dosagens plasmáticas de zinco e alumínio foram realizadas no Laboratório de Metabolismo Mineral da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, pelo aparelho ICP-OES (Espectrômetro de Emissão Óptica com Plasma de Argônio Indutivamente Acoplado). Evidenciou-se, por meio dos dados, a necessidade de controle das concentrações plasmáticas de zinco e alumínio em crianças e adolescentes com Síndrome de Down, bem como, a não relação deste estado nutricional com a maturidade cognitiva de tais indivíduos.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.