Devir-Criança da Matemática em Experiências Infantis Imagéticas

Bianca Santos Chisté, César Donizetti Pereira Leite

Resumo


Este artigo apresenta como possibilidade de pensar a criança, a infância e a educação matemática com imagens produzidas por crianças de instituições de educação infantil. Dessa maneira, referenciados em Deleuze e Guattari (1995, 1996), Kohan (2005, 2007), Agamben (2005), Schérer (2009), Leite (2011) e outros, a pesquisa com crianças e imagens apresenta-se como um convite a refletir sobre a educação matemática e a pesquisa com crianças. O estudo parte da seguinte problemática: o que a matemática, como forma, como identidade, colocando-se em devir-criança pode desdobrar? Multiplicidade de encontros, invenção de novas relações e novas composições? Acreditamos que a pesquisa aponta uma importante discussão para a educação matemática: uma educação que opere fora da imagem dogmática de pensamento, que se diference por uma atitude frente às múltiplas dimensões do aprender e que se configure em um movimento de invenção recíproca e indissociável de si-matemática e do mundo.


Palavras-chave


Infância. Criança. Educação Matemática. Devir-Criança.

Texto completo:

189-204

Referências


ABRAMOWICZ, Anete; LEVCOVITZ, Diana; RODRIGUES, Tatiane Cosentino. Infâncias em Educação Infantil. Pro-Posições. Campinas, v. 20, n. 3 (60), p. 179-197, set./dez. 2009.

AGAMBEN, Giorgio. Infância e história. Destruição da experiência e origem da história. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2005.

BARROS, Manoel. Poesia Completa. São Paulo: Leya, 2013.

CARROL, Lewis. Alice. Aventuras de Alice no País das Maravilhas e Através do Espelho. Edição Comentada. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2002.

COLLODI, Carlo. As aventuras de Pinóquio. São Paulo: Companhia das Letrinhas, 2002.

DELEUZE, Gilles. Proust e os signos. Rio de Janeiro: Forense, 1987.

______. Diferença e Repetição. Rio de Janeiro: Graal, 1988.

______. Crítica e clínica. São Paulo: Ed. 34, 1997.

______. Lógica do sentido. São Paulo: Perspectiva, 2011.

DELEUZE, Gilles e GUATTARI, Felix. O que é filosofia. Rio de Janeiro: Editora 34, 1992.

______. Mil Platôs. Capitalismo e esquizofrenia. Vol 3. Rio de Janeiro: Editora 34, 1996.

______ Mil Platôs. Capitalismo e esquizofrenia. Vol 4. São Paulo: Editora 34, 1997.

DELEUZE, Gilles e PARNET, Claire. Diálogos. Trad. Eloísa Araújo Ribeiro. Editora Escuta, São Paulo 1998.

KASTRUP, Virgínia. A invenção de si e do mundo: Uma introdução do tempo e do coletivo no estudo da cognição. Campinas-SP: Papirus, 1999.

KOHAN, Walter. Infância, Entre a Educação e a Filosofia. Belo Horizonte. MG: Autêntica, 2005.

______. Infância, estrangeiridade e ignorância. Belo Horizonte: Autêntica, 2007.

LARROSA, Jorge. Pedagogia Profana. Danças, piruetas e mascaradas. 5 ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2010.

LEITE, César Donizetti Pereira. Infância, Experiência e Tempo. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2011.

NIETZSCHE, Friedrich Wilhelm. Assim falou Zaratustra. São Paulo: Companhia das Letras, 2011.

RANCIÈRE. Jacques. A partilha do sensível: estética e política. São Paulo: Editora 34, 2009.

SCHÉRER, René. Infantis. Charles Fourier e a infância para além das crianças. Belo Horizonte, Autêntica, 2009.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License

INDEXADORES

      Resultado de imagem para latindex indexador