A Prática Discursiva das Altas Habilidades e o Imperativo da Inclusão na Educação Neoliberal Contemporânea

Karin Ritter Jelinek

Resumo


O presente trabalho visa discutir a (re)atualização do discurso das altas habilidades em matemática na contemporaneidade.  Para isso, fez-se uso de ferramentas foucaultianas como normalização, governamento e neoliberalismo, com o intuito de discutir acontecimentos deste último século que podem ter influenciado a forma como se entende o sujeito das altas habilidades hoje. Os movimentos analíticos empreendidos possibilitaram a identificação de uma mudança da ênfase das altas habilidades em matemática, de um âmbito científico-cognitivo, para um âmbito comportamental em relação ao social e econômico. Também foi possível verificar que o dito sujeito de altas habilidades não se constitui a partir de uma simples atualização de nomenclatura, mas se produz pela observação atenta e criteriosa dos agentes escolares. Por fim, o estudo aborda os efeitos da prática discursiva da inclusão e o seu entrelaçamento com a racionalidade neoliberal contemporânea.

Palavras-chave


Altas habilidades. Educação matemática. Inclusão escolar. Racionalidade neoliberal. Governamentalidade.

Texto completo:

264-283

Referências


BELLO, S. E. L.; TRAVERSINI, C. S. Saber estatístico e sua curricularização para o governamento de todos e de cada um. Bolema, Rio Claro, v. 24, n. 40, p. 855-871, dez. 2011.

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria da Educação Especial. Evolução da Educação Especial no Brasil. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/brasil.pdf. Acesso em: 24 jan. 2012.

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Especial. Subsídios para a organização e funcionamento de serviços de educação especial. Brasília: MEC/SEESP, 1995a.

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Especial. Diretrizes gerais para o atendimento educacional aos alunos portadores de altas habilidades/ superdotação e talentos. Brasília: MEC/SEESP, 1995b.

CASTRO, E. Vocabulário de Foucault: um percurso pelos seus temas, conceitos e autores. Tradução de Ingrid M. Xavier. Belo Horizonte: Autêntica, 2009.

CORRÊA, J. F. Educação Matemática: entre guerras quentes e guerras frias. Revista Perspectivas da Educação Matemática, v.9, n.20, p. 366-392, 2016.

DEAN, M. Governmentality: power and rule in modern society. Tradução de Ricardo Uebel. London: Sage, 1999.

DE LUCA, R. Inclusão: normalização? Colóquio do LEPSI IP/FE-USP, 2002, São Paulo. 2002. Disponível em: http://www.proceedings.scielo.br/scielo.php?pid=MSC0000000032002000400018&script=sci_arttext. Acesso em: 09 mai. 2011.

FERRER, R. M. O Acesso aos níveis mais elevados de ensino como garantia constitucional do aluno portador de altas habilidades. Revista Eletrônica da UNESC, Cacoal, Ano 2, n. 3, p. 1-12, 2004. Disponível em:

http://www.unescnet.br/NIP/Edicao_Anterior/Revista_Eletronica3/ARTIGOS/TEXTO7.asp. Acesso em: 13 jan. 2012.

FOUCAULT, M. Segurança território, população. Tradução de Eduardo Brandão. São Paulo: Martins Fontes, 2008a. (Coleção Tópicos).

FOUCAULT, M. Nascimento da Biopolítica. Tradução de Eduardo Brandão. São Paulo: Martins Fontes, 2008b.

FOUCAULT, M. Microfísica do poder. Tradução de Roberto Machado. 24 ed. Rio de Janeiro: Edições Graal, 2007.

JELINEK, K. R. A prática discursiva das Altas Habilidades em Matemática. Bolema, Rio Claro, v. 27, p. 193-214, 2013a.

JELINEK, K. R. A produção do sujeito de altas habilidades: os jogos de poder-linguagem nas práticas de seleção e enriquecimento educativo. Porto Alegre: UFRGS, 2013, 212f. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2013b.

JELINEK, K. R. As altas habilidades e o imperativo da inclusão. In: VI Congresso Internacional de Ensino da Matemática, 2013, Canoas. Anais do VI Congresso Internacional de Ensino da Matemática. Canoas: ULBRA, 2013c.

JELINEK, K. R.; BELLO, S. E. L. Highly able mathematics learners from a pragmatic perspective of language. International Journal for Research in Mathematics Education, v. 4, p. 139-154, 2014.

KLEIN, R. R. Reprovação escolar: prática que governa. In: LOPES, M.; HATTGE, M. (Org.). Inclusão Escolar: conjunto de práticas que governam. Belo Horizonte: Autêntica, p. 149-168, 2009.

LOPES, M. C. Inclusão como prática política de governamentalidade. In: LOPES, M.; HATTGE, M. (Org.). Inclusão Escolar: conjunto de práticas que governam. Belo Horizonte: Autêntica, p. 107-130, 2009a.

LOPES, M. C. Políticas de Inclusão e Governamentalidade. Educação & Realidade, Porto Alegre, n. 34. p. 153-169, 2009b.

MIGUEL, A. Pesquisa em Educação Matemática e mentalidade bélica. Bolema, Rio Claro, v. 19, n. 25, p. 1-16. 2006.

OSOWSKI, C. I. Os chamados superdotados: um fetichismo para fortalecer o sistema capitalista? Revista Educação & Sociedade, n. 38, p. 100-109, 1991.

RENZULLI, J. S. The three-ring conception of giftedness: a developmental model for creative productivity. In: STERNBERG, R. J.; DAVIDSON, J. E. (Eds.), Conceptions of giftedness. New York: Cambridge University Press, p. 53-92, 1986.

RENZULLI, J. S. The triad/revolving door system: a research based approach to identification and programming for the gifted and talented. Gifted Child Quarterly, 28, p.163-171, 1984.

SALLES, L. S. Altas Habilidades/Superdotação: um desafio. Departamento de Educação Especial e Inclusão Educacional. Secretaria do Estado do Paraná. 2009. Disponível em: http://www.nre.seed.pr.gov.br/londrina/arquivos/File /3encontrogeahdeein.pdf. Acesso em: 13 abr. 2011.

TRAVERSINI, C. S.; BELLO, S. L. O Numerável, o Mensurável e o Auditável: estatística como tecnologia para governar. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 34, n. 2, p. 135-152, maio/ago. 2009.

VEIGA-NETO, A. Educar como arte de governar. Currículos sem Fronteiras, v.11, n.1, p. 5-13, jan/jun 2011.

VEIGA-NETO, A. Gubernamentalidad neoliberal: implicaciones para La educación. Revista Educación y Padagogía, v. 22, n. 58, p. 213-235, set/dez. 2010.

VEIGA-NETO, A. Coisas do governo ... In: RAGO, M.; ORLANDI, L. B. L.; VEIGA-NETO, A. (Org.). Imagens de Foucault e Deleuze: ressonâncias nietzchianas. Rio de Janeiro: DP&A, p.13-34, 2002.

VEIGA-NETO, A. Educação e governamentalidade neoliberal: novos dispositivos, novas subjetividades. In: PORTOCARRERO, V. & CASTELO BRANCO, G. (Org.). Retratos de Foucault. Rio de Janeiro: NAU, p. 179-217, 2000.

VEIGA-NETO, A.; LOPES, M. C. Inclusão e governamentalidade. Educação & Sociedade, Campinas, v. 28, n. 100, p. 947-964, out. 2007.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License

INDEXADORES

      Resultado de imagem para latindex indexador