A (IN)SUSTENTÁVEL LEVEZA DA COMUNICAÇÃO

Felipe Chiarello de Souza Pinto, Ruth Carolina Rodrigues Sgrignolli

Resumo


A comunicação e suas manifestações são essenciais para o desenvolvimento humano. A garantia do amplo debate de ideias e da informação denota o grau de democracia em que se insere o país. Assim, o respeito à diversidade, à pluralidade, a tolerância no discurso, o financiamento sustentável da comunicação e o uso de tecnologia com observância do princípio da precaução são alguns dos mecanismos que podem garantir um espaço comum de debate e de convivência para a geração atual e futura.

Texto completo:

PDF

Referências


AMORIM, Edgar de Souza, História da TV Brasileira, Cadernos de Pesquisa, São Paulo: Centro Cultural, 2008.

BARROSO, Luis Roberto, Constituição, comunicação social e as novas plataformas tecnológicas, artigo publicado no site: http://www.direitodoestado.com/revista/REDAE-12-NOVEMBRO-2007-LUIS%20ROBERTO%20BARROSO.pdf. Agosto, 2011BRIGGS, Asa, BURKE, Peter, Uma história Social da Mídia, Rio de Janeiro: Zahar, 2006

CENEVIVA, Walter Vieira, A (r)evolução tecnológica e a sociedade do desconhecimento, artigo ‘no prelo’

COMPARATO, Fabio Konder. A democratização dos meios de comunicação de massa. REVISTA DA USP, São Paulo, n. 48, dez./fev. 2000/2001.

CORTEZ, Glauco Rodrigues, Espaço público de comunicação e o jornalismo na antiguidade, Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação, V Congresso Nacional de História da Mídia, São Paulo, 2007, disponível em: http://www.ufrgs.br/alcar/encontros-nacionais-1/encontros-nacionais/5o-encontro-2007 1/Espacos%20de%20Comunicacao%20e%20o%20Jornalismo%20na%20Antiguidade.pdf, acesso em 17.Set.2018.

DEFLEUR, Melvin L., BALL-ROKEACH, Sandra, Teorias da Comunicação de massa, Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1993.

JAMBEIRO, Othon, A TV do Brasil no século XXI, Salvador: EDUFBA, 2001.

LENZI, Cristiano Luis, A política democratia da sustentabilidade: os modelos deliberativos e associativos de democracia ambiental. Ambiente e Sociedade, Campinas, vol. 12, n. 1, jan/jun 2009, disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-753X2009000100003, acesso em 17.Set.2018..

LIMA, Venâncio Arthur de, Regulação das Comunicações, São Paulo: Paulus, 2011.

LOPEZ, Saint-Claire, Fundamentos juridicos-sociais da radiodifusão, 1a edição, Rio de Janeiro: Nacional de Direito, 1957.

LOUREIRO, Carlos Frederico. Educação ambiental transformadora. Disponível em: http://files.zeartur.webnode.com.br/200000044-e06b4e1651/Identidades_EA_Brasileira.pdf#page=67, acesso em 17.Set.2018.

LUHMANN, Niklas, A realidade dos meios de comunicação, 2ª edição, São Paulo: Paulus, 2011

MATTOS, Sérgio, História da Televisão Brasileira, Petrópolis: Vozes, 2010.

MORAES, Fernando, Chatô – o rei do Brasil, São Paulo: Companhia das Letras, 1994.

MORIN, Edgar, Cultura de massas no século XX, 10a edição, Rio de Janeiro: Forense, 2011.

MORIN, Edgar; LE MOIGNE, Jean-Louis. A Inteligência da Complexidade. São Paulo: Petrópolis, 2000

PIERANTI, Octavio Penna, MARTINS, Paulo Emílio M., O Código Brasileiro de Telecomunicações e a Política de Expansão da Radiodifusão: a Ação do Empresariado como Grupo de Pressão, Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação, XXIX Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação – UnB – 6 a 9 de setembro de 2006, disponível em: http://www.intercom.org.br/papers/nacionais/2006/resumos/R1071-1.pdf , acesso em 17.Set.2018.

RAMOS, Murilo César, Edgar Roquette Pinto: o que ele tem a ver com o radio digital TOME, Takashi, CASTRO, Cosette e FILHO, André Barbosa (orgs.) Mídias Digitais, convergência tecnológica e inclusão digital, São Paulo: Paulinas, 2005.

RIBEIRO, Ana Paula, SACRAMENTO, Igor, ROXO, Marco, História da Televisão no Brasil, do início aos dias de hoje, São Paulo: Contexto, 2010.

SABBATINI, Marcelo, Comunicação libertadora segundo Paulo Freire. In In MELO, José Marques e FERNANDES, Guilherme Moreira, Pensamento Comunicacional brasileiro – história e sociedade. São Paulo: Paulos, 2014

SODRÉ, Muniz, O monopólio da fala, 8a edição, Petrópolis: Vozes, 2010.

SOBRINHO, Barbosa Lima, Os idiomas nacionais e o fator politico. In MELO, José Marques e FERNANDES, Guilherme Moreira, Pensamento Comunicacional brasileiro – história e sociedade. São Paulo: Paulus, 2014, p. 193/194.

SOLITO, Laura, Convivência e responsabilidade: a comunicação entre cidadãos e instituições.In LOPES, Maria Immacolata Vassalo de Lopes e BUONANNO, Milly, Comunicação social e ética. Coleção de Colóquios Internacionais da Intercom, vol. 8. São Paulo: Intercom, 2005.

SACHS, Ignacy, Estratégias de transição para o século XXI. In RAYNAUT, Claude e ZANONI, Magda, Cadernos de desenvolvimento e meio-ambiente. Curitiba: Editora da Universidade Federal do Paraná, 1994.

TELES, Solange, Direito à informação ambiental. IN SAMPAIO, Rômulo S. R.; LEAL, Guilherme J. S.; REIS, Antonio Augusto (orgs.).Tópicos de Direito Ambiental: 30 anos da Política Nacional do Meio Ambiente. FGV: Rio de Janeiro, pp.




DOI: http://dx.doi.org/10.21671/rdufms.v4i2.7493

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.