DOENÇAS CRÔNICAS NÃO TRANSMISSIVEIS: HISTORIA FAMILIAR, HÁBITOS ALIMENTARES E SEDENTARISMO EM ALUNOS DE GRADUAÇÃO DE AMBOS OS SEXOS.

Antonia Dalla Pria Bankoff, MIGUEL DE ARRUDA, IEDA MARIA G. Pacce Bispo, MAICON DOUGLAS RODRIGUES

Resumo


Objetivo:  Estudar questões relacionadas aos hábitos alimentares, nível de sedentarismo, estilo de vida, doenças crônicas não transmissíveis com história familiar e corporeidade. Método: Usando um questionário desenvolvido para o projeto, avaliamos estudantes universitários de diferentes cursos de graduação de ambos os sexos, sendo 140 homens na faixa etária de 23,6 anos e 140 mulheres na faixa etária de 22,5 anos. Os estudantes universitários foram convidados a fazer parte da pesquisa aleatoriamente. As medidas de altura e peso foram realizadas em escala digital, marca Filizola, com capacidade até 150 Kg. Resultados: Em relação ao IMC, ambos os gêneros apresentaram índices considerados normal. Em relação à história familiar das doenças crônicas nãoa transmissiveis (obesidade, hipertensão, doenças cardiovasculares e diabetes) apresentaram a porcentagem mais alta para estudantes do sexo masculino. Para as mulheres foram obesidade, hipertensão e diabetes. O consumo de carne vermelha e álcool foi maior para os homens. A inatividade física foi maior para as mulheres e o consumo de refrigerantes foi alto para ambos os sexos. Conclusão: Considerando os resultados obtidos pela história familiar, nível de sedentarismo e os hábitos de vida dos estudantes universitários, de ambos os sexos, eles são fortes candidatos as doenças crônicas não transmissíveis precocemente.


Palavras-chave


Hábitos da vida. Doenças crônicas não transmissíveis. História de família. Sedentarismo

Texto completo:

PDF

Referências


-BANKOFF, ADP; ZAMAI, CA. et al. Programa de Convivência e atividade Física na Unicamp: responsabilidade social em ação. Anais... 5° Congresso Brasileiro de Atividade Física & Saúde. Florianópolis, 15 a 17-11-2005.

-BANKOFF, ADP; FERRO, F ; CREMONESI, L N ; ZAMAI, C A ; CRIVELLI, D M ;BARROS, D D . Estudo da Aptidão Física através das variáveis: Pressão Arterial e Freqüência Cardíaca de Adolescentes Obesos em diversas Atividade Físicas.. Revista de Educação Física de Maringá, v. 13, n.2, 2003.

-BANKOFF,ADP; Doenças Crônicas Não Transmissíveis em Crianças e Adolescentes. In Carlos A. Zamai e Alan A. Rodrigues. (Org.). Saúde Escolar: A Responsabilidade de Ensinar. Jundiaí: Paco Editorial. 2012 (01): 11-38.

-BANKOFF, ADP; BISPO, IMP; RODRIGUES, MD. Doenças Crônicas não Transmissíveis: HISTÓRIA FAMILIAR E HÁBITOS DE VIDA. In 2º Congresso da Associação Latino Americana de Ciências do esporte, Educação Física e Dança, 14 a 19 de setembro de 2015, Juiz de Fora- Minas Gerais, p. 129.

-BANKOFF, ADP; ZAMAI, C A; J; GUIMARÃES, PRM. Study on little active and sedentary women: Comparison between protocols and prospects for admission in physical activity program. Open Journal of Preventive Medicine, v. 03, p. 413-419, 2013.

- BANKOFF, ADP. ZAGO, LC. Studies of anthropometric indicators and their relationship with metabolic variables. Open Journal of Preventive Medicine, v. 04, p. 64-68, 2014.

- BANKOFF, ADB.; ZAMAI, CA..; BUENO, E; BERGANTIN, M; CARVALHO, T.H.P.F. Implantação do programa de convivência e atividade física na Unicamp – Mexa-se. Anais... II Simpósio de Profissionais da Unicamp (II Simtec), Campinas, 2008.

- ZAMAI, CA et al. Estudo dos fatores de risco para o desenvolvimento de doenças crônicas não transmissíveis entre funcionários. Revista Conexões, 2008, 6 ,1, 14-30.

-MENDONÇA, CP e ANJOS, LA. Aspectos das práticas alimentares e da atividade física como determinantes do crescimento do sobrepeso/obesidade no Brasil. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro 2004; 20(3): 698-709.

- PINHEIRO, ARO, FREITAS, SFT, CORSO, ACT. Uma abordagem epidemiológica da obesidade. Rev. Nutr. Campinas 2004; 1(4): 523-533.

-MINISTÉRIO DA SAÚDE: Estratégica e Participativa. Vigitel Brasil 2011: vigilância de fatores de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico. Brasília, Fonte: ATS, 17 de maio de 2012.

- MINISTÉRIO DA SAÚDE. Secretaria de Vigilância em Saúde. Plano de Ações Estratégicas para o enfrentamento das doenças Crônicas não Transmissíveis no Brasil. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Análise de Situação de Saúde. Coordenação Geral de Doenças e Agravos Não Transmissíveis, Guia de Vigilância Epidemiológica, 2012, Brasília.

- FREEDMAN,D S; OGDEN, C L; FLEGAL, K M; KHAN, L K; SERDULA, M K; WILLIAM,H. DIETZ, MD Childhood Overweight and Family Income MedGenMed. 2007; 9(2): 26. P. 123-134.

- WORLD HEALTH ORGANIZATION (WHO). Diet, Nutrition and the Prevention of Chronic Diseases. Technical Report Series 916. Geneva, Switzerland,2002.

- MOLOUD, P; SHIRIN, HR; BAGHER, L. Whether all obese subjects both in metabolic groups and non-metabolic groups should be treated or not Journal of Diabetes & Metabolic Disorders 2014, 13:21 p 87-96 doi:10.1186/2251-6581-13-21.

- WORLD HEALTH ORGANIZATION (WHO). Protection from exposure to second-hand tobacco smoke: policy recommendations. Geneva: World Health Organization, 2007.

- CHUNG, A E.; SKINNER, A MASLOW, R; HALPERN, CT; PERIN, EM. Sex Differences in Adult Outcomes by Changes in Weight Status From Adolescence to Adulthood: Results From Add Health Academic Pediatrics Volume 14, Issue 5, September–October 2014, Pages 448–455-Elsevier.

- GHARIB, N; RASHEED, P. Energy and macronutrient intake and dietary patterns among schoolchildren in Bahrain: a cross-sectional study. Nutrition Journal. 2011; 10: 62.

- MONTEIRO, CA. Velhos e novos males da saúde no Brasil.- A evolução do país e de suas doenças. São Paulo: Hucitec / Núcleo de Pesquisas Epidemiológicas em Nutrição e Saúde, Universidade de São Paulo, 2005.

- LESSA, I. Epidemiologia da hipertensão arterial. In: Lessa I, organizador. O adulto brasileiro e as doenças da modernidade. Epidemiologia das doenças crônicas não-transmissíveis. São Paulo: Hucitec, Rio de Janeiro: ABRASCO, 1998, pp.77-96.

-HUNG, HC; JOSHIPURA, KJ; JIANG, R; HU,FB; HUNTER, D; SMITH,W SA; COLDITZ, GA; ROSNER, B; SPIEGELMAN,D; WILLET, WC. Fruit and vegetable intake and risk of major chronic disease. J Natl Cancer Inst. 2004 Nov 3;96(21):1577-84.

- LIMA, MT, BUCHER, JSNF, LIMA, JW de O. A Hipertensão Arterial sob o olhar de uma população carente: Estudo exploratório a partir dos conhecimentos, atitudes e práticas. Cad. Saúde Pública, 20, 4, 2004, pp. 1079-1087.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.